Nova Escola de Marketing

Mitos do marketing digital

Carrinho de Compras

O mercado digital está em constante valorização e a tendência é só de crescimento. Todos os dias novos aplicativos, mais ferramentas, cada vez mais pessoas se juntando à rede, aprendendo, usando mais em seu dia a dia (ou ficando dependentes). Todo esse crescimento também atrai todo tipo de profissional e empresa.

É ótimo pensar o marketing na internet e ter objetivos sérios: os resultados serão colhidos com planejamento e um bom trabalho. O problema é que o mercado foi tomado com promessas milagrosas por parte de quem não entende do assunto (ou preços baratos demais pelo desespero) causando ruídos na comunicação como um todo. Então de um lado tem empresa que acha que marketing digital é milagre e vai salvar sua empresa do buraco de um dia pro outro, enquanto do outro tem gente achando que qualquer um pode fazer esse trabalho, de graça. Ensinar, educar o mercado, faz parte do trabalho dos profissionais sérios.

Veja alguns mitos que toda essa confusão criou.

 – SEO Milagroso

Search Engine Optiomization executado da melhor forma possível não vai levar nenhum site ao primeiro lugar em três meses. É possível se posicionar melhor, é possível rankear bem um site, aparecer na busca, fazer o site ser encontrado pelos consumidores que estão buscando. Mas não é possível de repente “vencer o Google” e “manjar tudo de Link Building” para ficar no topo antes dos concorrentes. O melhor trabalho de SEO é sem práticas de Black hat (as tais artimanhas que tem grandes chances de provocar uma punição do site pelo Google), com planejamento do posicionamento de mercado da marca, estudo de palavras-chave e a longo prazo, sem promessas mirabolantes.

 – Mídia Social é facinho, só ficar na internet que faz

Abrir uma conta em uma rede social é fácil. Postar um gatinho comemorando a chegada da sexta-feira também. Não significa que isso traga retorno de fato para a marca. E até mesmo isso demanda tempo, o que já mostra que as coisas não são exatamente de graça.

Se uma empresa só posta coisinhas fofas, sem estratégia, sem planejamento de conteúdo, sem objetivo, está só “postando, de graça”, pra nada.

Ganhar audiência, engajar pessoas, criar relacionamento capaz de impulsionar acessos ao site e conversões, demanda dedicação e tempo. Contrate uma agência ou um profissional para esse trabalho e verá que o retorno será muito maior que o custo.

 – Quem investe em marketing não precisa investir em Marketing Digital

Desnecessário argumentar a importância de investir nos canais digitais com a atual configuração do mundo. O que muda mesmo são os canais onde cada público está e a forma de conversar, que alteram completamente o planejamento de uma estratégia. Online e Offline já estão sem fronteiras, o melhor é integrar estratégias para um resultado completo. Depende do negócio o quanto vale a pena investir em cada um.

Marketing é um processo que envolve produto, preço, público, estratégias de comunicação, posicionamento, entre outros. Tudo isso precisa ser analisado na hora de montar qualquer estratégia, seja SEO, Links Patrocinados ou Marketing de Conteúdo. Isso envolve a qualidade do site, o suporte ao produto, o público, etc.

 – (Link Patrocinado) Se eu já pago para o Google, porque tenho que pagar para empresa?

Anunciar no Google não tem taxa, só se paga pelo clique. Já o planejamento de uma campanha, meu amigo, custa todo o dinheiro que foi colocado ali (que pode ser perdido sem uma estratégia e uma boa campanha) mais o tempo do profissional que criou isso, fora a experiência e conhecimento dessa pessoa. De graça?

Isso sem falar no tempo em que a campanha estará no ar e será monitorada para otimizar a verba e trazer resultados.

 – Minha empresa só precisa ter um site

Ter um site é só o começo. O site é somente um canal que a empresa disponibiliza caso os consumidores a procurem. Mas e para o consumidor achar? SEO. E para comprar? Links Patrocinados. E para fidelizar? Marketing de Conteúdo. Uma estratégia global na internet pode trazer muito mais clientes a um baixo investimento (comparado com o retorno). Um site parado não vai servir para muita coisa.

O mais interessante da web é que tudo é possível de medir. Dá pra saber exatamente de onde vieram seus leitores, quanto tempo ficaram no site, onde se detiveram, o que buscavam… E investir ainda mais nisso. Diferente daquele outdoor bonitão encima de um prédio né? Não dá para saber quem olhou, quem te procurou por causa daquilo…

 – Vamos fazer só isso agora e o resto vou implementado com o tempo

Ninguém precisa fazer tudo de cara e nem todo mundo tem orçamento para isso. Em Marketing Digital, é preciso pensar antes o que se vai fazer no futuro. Por exemplo: sites em flash podem ser lindos visualmente, mas são terríveis do ponto de vista de SEO, porque o Google não lê. O Google não lê bem o seu site, não vai ser achado, só.  Então tem que fazer um site pensando nisso desde o começo. Aí pode sim, implementar mais estratégias depois.

Outro exemplo: fazer só um layout bonito e não ter espaço para alimentar o site com conteúdo. Quando as pessoas chegam em um site, elas querem informação. Elas vieram saber alguma coisa. Isso sem falar, de novo, em SEO: conteúdo relevante é o que mais vem sendo privilegiado pelo Google.

 – Precisamos de (o que quer que esteja na moda)

Página no Facebook, aplicativo mobile, perfil no Instagram, qualquer cosia que esteja super comentada no momento e esteja dando certo para alguém. Nem sempre aquilo é para sua empresa. É preciso estar online, mas planejar direitinho onde investir para obter o melhor resultado. Isso vai depender dos objetivos da empresa, do tipo de produto (rende imagens bonitas?), de onde o público está, etc.

 – Marketing é igual propaganda

Fazer marketing não é só divulgar o produto para as pessoas e esperar que elas comprem. Isso ficou no século passado: marketing hoje é conversar, criar relacionamento, é oferecer alguma coisa para as pessoas.

Propaganda pode gerar visibilidade para a empresa e também é uma estratégia, mas só mais uma dentro do escopo do marketing.

Há muitas ações e um planejamento possível de acordo com o público e negócio. Quanto mais estruturar estratégias pensadas para os objetivos da empresa, melhor o resultado, independente do orçamento, porque este será bem aplicado.

Foto de perfil de Rafael Rez

Rafael Rez

Autor do best seller Marketing de Conteúdo: A Moeda do Século XXI. Especialista em Marketing, Fundador da GoMarketing e professor em 5 MBA's de Marketing Digital.

Opinar

Grupos

Membros